Funil Perpétuo ou Lançamento?

Tempo de leitura: 9 minutos

Índice - Funil Perpétuo ou Lançamento

Se você quer vender um produto na internet, há 2 caminhos possíveis:

Dito isso, você certamente já percebeu a diferença entre essas possibilidades.

Num perpétuo você vende a qualquer dia. 

No lançamento, você cria demanda reprimida (ou seja, pessoas esperando o carrinho abrir) para ter vendas em grande quantidade num curto intervalo de tempo, representando picos de faturamento.

Muitas vezes, dependendo da quantidade de pessoas interessadas no produto, acompanhamos os famosos casos de 6 em 7. Ou seja: 6 dígitos de faturamento em 7 dias.

Funil perpétuo e lançamento digital são estratégias de venda.

Para avaliar qual a melhor estratégia, você precisa raciocinar o que faz mais sentido para seu negócio.

6 Lições sobre Funil Perpétuo versus Lançamento

Funil Perpetuo ou Lançamento de Infoproduto?

Cada estratégia tem prós e contras, confira as lições explicadas aqui embaixo e tome a sua melhor decisão 😉

1.Otimização do Produto/Negócio

Você concorda que quanto mais se treina, melhor fica? Quanto mais você vende, melhor vendedor você se torna.

As melhores ideias, produtos e soluções normalmente partem de um protótipo. 

Você projeta algo e aperfeiçoa até encontrar a melhor versão daquele produto.

Mapear o que dá certo, corrigir erros, incrementar, refinar…todas essas ações fazem parte do processo de otimização.

Quanto mais otimizado/aperfeiçoado o seu processo de vendas, assim como seu produto/negócio, melhor tende a ser sua performance.

Acontece que num lançamento de 3 em 3 meses, você tem possibilidades de otimização muito menores do que num funil perpétuo em que as vendas podem acontecer todos os dias, gerando dados de forma linear.

A otimização num lançamento pode ser feita apenas 3x caso opte por lançar de 4 em 4 meses. 

A otimização no perpétuo é contínua.

2. Nível de Consciência

“Você alguma vez acordou com vontade de comprar um curso?"

Provavelmente, não. 

A menos que já tivesse sido educado/engajado por um infoprodutor/influencer e estivesse no momento de compra.

Exceto por situações específicas, via de regra, o público não costuma ter posturas pró-ativas na compra de curso online.

Na maioria das vezes, o potencial cliente está navegando na internet e é impactado por uma solução ou consome algum conteúdo buscando resolver o problema. 

Se um anúncio chama atenção, ele aterrissa numa página de oferta.

Se a promessa for clara, persuasiva e relevante para o usuário, há fortes chances de que aquela venda aconteça.

Agora, quando o produto é muito caro, o esforço de venda é maior. 

Você precisa mais do que uma promessa boa para deixar em seu dinheiro, concorda?

Nesse caso, faz sentido considerar a estratégia de lançamento, que se utiliza de diversos gatilhos mentais para convencer o público a comprar.

É comum criar um evento online, distribuindo bastante conteúdo de valor, como se fosse uma “amostra grátis” do curso.

Dessa forma, a audiência se envolve, conhece melhor o especialista, avalia o conteúdo recebido e, sendo útil, fomenta desejo por mais conteúdo além do que recebeu gratuitamente.

Essa audiência passa a ficar aquecida e, movida pelo ímpeto de urgência do lançamento, tem mais chances de passar o cartão.

O processo do lançamento aumenta o nível de consciência do público, fazendo com que fiquem mais abertos/interessados numa oferta de ticket maior.

3. Gerar Caixa

É possível fazer lançamento de infoproduto para vender produtos de ticket alto assim como é possível vender produtos de valor menor no funil perpétuo.

Um produto mais barato demanda um esforço de venda menor que o lançamento.

É possível vendê-los no funil perpétuo gerando caixa, aumentando audiência e levantando dados (business intelligence)

O segredo é sempre entregar produtos excelentes pautados na filosofia ‘over-delivery’.

Entregue mais do que foi prometido, pois isso fideliza o comprador e gera maior confiança quando ofertado produtos mais caros.


20 a 40% do público que consome produto de entrada pode comprar os demais produtos.

Portanto, um funil perpétuo tem o potencial de construir uma base forte para gerar mais negócios e trazer maior previsibilidade para seu fluxo de caixa.

4.Criar lista/base

Vender a qualquer dia permite que você construa uma base de leads e compradores.

Na medida que você forma uma lista de e-mails de interessados que não compraram ou de compradores, isso representa uma inteligência de dados muito relevante.

São públicos que poderão ser utilizados em futuras campanhas.

O público que não comprou pode ser alvo de pesquisas para que você entenda de que forma pode melhorar sua oferta e matar objeções dos usuários. 

Assim, você atualiza sua oferta para que fique mais persuasiva.

O público que comprou pode ser usado na criação de públicos semelhantes em campanhas de tráfego pago, aprimorando a sua inteligência de campanha (entenda o que é pixel). 

Desse modo, você impacta usuários mais qualificados.

5. Fomentar público para lançamento

Logo no início desse post ressalvamos: ou você vende a qualquer momento ou você vende apenas em momentos específicos.

Agora, do que adianta abrir o carrinho em momentos específicos se não existe audiência interessada naquela oferta?

Uma das premissas do lançamento é criar demanda reprimida.

Vender no perpétuo é uma ótima oportunidade de construir público de compradores e construir relacionamento para que, nos períodos de lançamento, haja uma audiência relevante interessada na oferta do lançamento.

6.Expertise

Administrar o lançamento de um infoproduto não é trivial.

Gerenciar todas as esferas sem ter domínio do marketing digital pode ser muito desafiador.

Quando você opera no perpétuo antes de jogar no lançamento, é muito saudável contar com o know how adquirido durante a gestão de um funil perpétuo. 

Isso permite que você esteja mais preparado pois se manteve ativo no campo de batalha.

E como ter um funil perpétuo que funcione?

Se você leu até aqui, certamente percebeu o quão relevante é ter um funil perpétuo mesmo que os lançamentos façam parte da sua estratégia.

Contudo, não basta qualquer funil. Precisa ser um perpétuo alinhado com o seu lançamento.

Para isso, listamos 4 pilares de um funil perpétuo estratégico.

Oferta Persuasiva

Sem uma transformação relevante, o seu funil perpétuo poderá perder tração.

Construa uma oferta clara e persuasiva.

Confira o post sobre: Segredo da Oferta que Converte

Ticket coerente

Adote um ticket coerente com a estratégia.

Um lançamento faz sentido para um ticket maior (pelo menos, R$ 997).

Já no perpétuo, o esforço de venda será maior quanto maior for seu ticket. 

No momento, acompanhamos produtos perpétuos de R$ 197, R$ 297 e até R$ 497.

É claro que isso não é regra.

Produtos de ticket muito baixo nem sempre cobrem o investimento em tráfego.

Você precisa de margem que mantenha seu caixa saudável, assim como precisa adotar um valor coerente com seu mercado, que o público esteja disposto a pagar.

Estrutura otimizada

Não se iluda achando que basta ter uma página e anunciá-la.

Tenha uma página de venda otimizada, com design profissional, conteúdo persuasivo e tráfego bem feito.

Adote um checkout de conversão e jamais negligencie o remarketing.

Gerar receita / fluxo de caixa

Perpétuo não significa que você faz uma vez e esquece a campanha rodando.

Perpétuo representa vendas contínuas, o que lhe possibilita gerar receitas de forma linear, ao mesmo tempo que lhe abre a janela de otimizar continuamente o seu funil.

Faça testes a/b/c/d/e, teste preço, copy, público, refina seus dados e seja estratégico com o fluxo de caixa.

Um lançamento leva geralmente 90 dias para gerar caixa (45 dias de aquecimento + 7 dias de evento + 7 dias de carrinho + prazo de 30 dias para resgatar o dinheiro). 

Ou seja, você investe tempo e dinheiro para que o evento aconteça para resgatar apenas após 90 dias.

Gerencie seu perpétuo com sabedoria pois, caso opte por lançamento, você precisará segurar 3 meses no negativo.

O que é melhor: Funil Perpétuo ou Lançamento de Infoproduto?

Se você leu até aqui, certamente já percebeu as vantagens e desvantagens de cada uma das estratégias.

Fazer um lançamento não é ter um negócio digital. Lançamento e perpétuo são estratégias de venda.

Quem tem um produto digital, não tem um negócio; tem um produto

Qual o cenário de quem enxerga como negócio e não como produto?

Implementar um funil perpétuo, desenhar uma esteira de produtos e promover lançamentos sazonais que alavanquem vendas e fortaleçam seu negócio fazem parte das boas práticas de um negócio digital.

Seja um entusiasta desse mercado, seja alguém que planeja criar o seu negócio digital ou seja um estrategista digital, ter clareza sobre essa diferença pode ser uma chave para ajudar você a definir seus próximos passos.

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil. Qualquer que seja a sua pretensão, muito sucesso em sua jornada!

Comente se ficou alguma dúvida ou se inscreva para receber mais conteúdos como esse em seu email 😉