Pesquisar
Close this search box.

Domínio – As 5 Melhores Dicas

Domínio – As 5 Melhores Dicas

Compartilhe:

O que é domínio e como escolher o domínio podem parecer dúvidas simples, mas tenha cuidado! Muitos erram na hora de escolher o nome e enfrentam diversos desafios e/ou prejuízos. Fique fora desse grupo, conferindo nesse post as melhores dicas e cuidados que você deve saber antes de registrar seu domínio.

Nesse post, vamos falar sobre:

  • O que é domínio?
  • Registro de domínio para quem não quer site
  • 5 dicas para não errar na escolha do domínio
  • Por que você precisa de domínio mesmo que não tenha site?
  • Extensões de domínios
  • Como registrar o domínio?
  • Por que contratar uma empresa para registrar o domínio?

O que é domínio afinal?

Domínio é o endereço do seu site. Normalmente, é o nome da marca ou do negócio que você quer promover.

Caso esteja construindo uma página pessoal, pode ser o seu nome também.

Exemplo:
www.seunome.com.br
ou
www.nomedasuamarca.com.br

Caso não esteja preocupado com a criação de site de imediato, mas deseje usar emails profissionais, é necessário que tenha um domínio.

De forma bem simples, domínio é o nome que você compra na internet.

Se você tem um projeto, uma marca, um negócio ou simplesmente deseja uma página pessoal, reserve esse domínio o quanto antes.

Cada domínio é único e, por isso, se não proteger o seu, outra pessoa poderá agir rapidamente e comprar no seu lugar.

Para registrar um domínio, existem órgãos próprios ou é possível contratar um provedor de hospedagem.



# Como seu cliente encontra sua marca na web?

Bom, o caminho natural é digitar o endereço na barra do navegador. Se não tiver sucesso, tentará nos buscadores.

Você já considerou que ele pode colocar 1 caracter diferente do endereço real e cair na página do seu concorrente? Ou, ainda, que ele pode tentar colocar o seu endereço no Google ou algum outro buscador e não encontrar a sua marca?

Um dos primeiros passos para quem projeta um posicionamento na web é o registro de domínio.

Se eu não tiver site, por que preciso de domínio?

Mesmo que você não tenha e ache que nunca precisará de um website, registre o seu domínio. E os principais motivos são:

# E-mails

O domínio poderá fazer parte do seu e-mail, que é um canal universal para contatos.

Quando você utiliza um e-mail suamarca@yahoo.com, @gmail, @hotmail, isso está fortalecendo muito mais as famosas marcas de provedores de e-mail  do que a sua marca em si.

Se você faz questão da plataforma de email (o webmail, no caso) desses provedores – como o gmail, por exemplo – há também a possibilidade de cadastrar o seu e-mail dentro do sistema deles para que seu endereço de e-mail seja @suamarca, mesmo que esteja utilizando o serviço de e-mail deles.

# Webpage com principais dados

O domínio pode não exibir um grande website, mas pode apontar para uma página apenas com seus dados para contato (caso não tenha a pretensão de possuir ou prefira investir na criação do site em outro momento).

# Indexação nos buscadores

O domínio poderá ser cadastrado em diversos buscadores que apontarão para a sua marca, aumentando invariavelmente a relevância da sua marca.

# Fortalecimento da marca

O domínio fortalece a sua marca e pode ser acessado a qualquer momento, de qualquer parte do mundo, por qualquer usuário da web.

5 dicas para não errar na escolha do domínio

Agora, reunimos 5 dicas valiosas para voc~e ter em mente quando for registrar o seu domínio. Vamos lá!

#Dica 1: Domínios nacionais e domínios internacionais

O domínio pode ser .com, .com.br, .net, .org, … na verdade, existem centenas de possibilidades.



Essas possibilidades se dividem em 2 grupos: domínios nacionais ou internacionais.

Qual o melhor?

Até o momento, não existe uma hierarquia de extensões, ou seja, não se pode dizer que um é melhor que outro. A diferença é está na nomenclatura.

A dica é escolher um nome que faça sentido com seu objetivo e seu negócio.

Se você for um psicólogo, por exemplo, existe a extensão psi.br que foi criada pensando na categoria.

Mas isso não quer dizer que não se pode usar .com.br . Aliás, muitos psicólogos preferem usar .com.br do que o próprio psi.br por causa da sonoridade e fixação de marca.

Da mesma forma, se você for advogado, também existe a extensão adv.br….indústrias podem optar por .ind.br…e por aí vai..

As múltiplas extensões ajudam quando há indisponibilidade.  A lógica é a mesma quando se deseja criar um endereço de e-mail que já existe. Qual a solução? Testa variações, certo? Isso nos leva para a dica 2.

#Dica 2: Como testar alternativas?

O domínio que você deseja não está livre? Nesse caso, é possível experimentar algumas variações:

– se o .com.br não estiver livre, tente o internacional: .com, .net;

– há também opção de adicionar a extensão da cidade ou região, por exemplo: vidagourmetbrasil.com.br;

– ou até mesmo adicionar verbos, por exemplo: institutoellaeduca.com.br, amoclaraarruda.com.



#Dica 3: Posso perder o domínio?

Se não renovar anualmente seu domínio, sim, você pode perder a propriedade dele.

Isso porque é possível que o domínio ingresse num processo de liberação. Ou seja, ficar livre para outras pessoas registrarem.

Se o seu domínio for internacional, só para referenciar, o processo de liberação pode ser mais caro do que imagina. Hoje, você provavelmente pagaria uma taxa, algo em torno do valor de U$ 200, para comprá-lo novamente caso esteja expirado.

#Dica 4: Registre várias extensões

A taxa para registrar um domínio é relativamente baixa. Atualmente, em torno de R$ 40,00 no Brasil e 20 dólares domínios internacionais. São taxas anuais.

Então, registrar o seu domínio em diversas extensões, trata-se de um investimento não muito alto para proteger a sua propriedade para aquele nome. E isso nos leva à dica 5:

#Dica 5: Cuidado quando o domínio não está livre

Se você está construindo uma marca e não consegue registrar o domínio, fique ligado.
Mesmo que digite o endereço no navegador ou no Google e não apareça nada, pode ser que outra pessoa esteja construindo também uma marca com o mesmo nome e até mesmo registrando essa marca junto ao INPI.

Por exemplo. Vamos suport que você tenta registrar onomedasuamarca.com.br e não está livre. Depois, tenta o nomedasuamarca.com e também não está livre. No plural, tão pouco.
Opa..sinal de alerta!

Uma dica: experimente fazer uma consulta no site do INPI. Será que já existe um processo em andamento para registro da marca?

Por sinal, precisamos alertar para o seguinte: os resultados da pesquisa são atualizados de 3 em 3 meses..então ainda existe o risco de você consultar, parecer livre mas existir um processo em andamento.

Por isso, o profissional ideal para confirmar se o nome da marca está de fato livre é um agente de marcas e patentes.

Extensões de domínios para registro

Você pode registrar quantos domínios quiser. O custo de um domínio é relativamente baixo, conforme dissemos há pouco.

Um domínio nacional pode ser .com.br, .net.br, .art.br, .tur.br…Se você acessar as possibilidades diretamente no registro.br, observará um leque de opções.

A verdade é que quanto mais domínios puder registrar, melhor será para sua marca.

Nesse caso, vale um parêntese para a extensão .blog.br , tendo em vista a força que os blogs vem assumindo e estabelecendo-se como um dos principais canais de comunicação entre  marcas e audiência.

Há extensões específicas para pessoas jurídicas, para pessoas físicas ou genéricas, que aceitam ambos casos.

A lista completa de possibilidades está aqui: https//registro.br/dominio/categoria.html

Como fazer o Registro do Domínio?

Para registrar seu domínio nacional, é muito simples. Basta ir ao registro.br, cadastrar-se e prosseguir o passo a passo bem intuitivo do site. Se o domínio estiver livre, basta efetuar a compra.

Já o domínio internacional pode ser registrado junto a uma empresa especializada. Minha indicação neste caso é a enom.com

registrobr

enomcom

Por que contratar uma Empresa em vez de registrar por conta própria?

Ao contratar o registro de domínio diretamente com um provedor, há algumas facilidades que podem valer muito a pena, especialmente por se tratar de custos relativamente baixos.

Uma empresa de hospedagem administraria o seu domínio, configurando os dns e mantendo os usuários atualizados de forma mais intensa e pontual a respeito do vencimento da renovação.

Isto facilita especialmente se tiver muitos domínios.

Outra facilidade seria em casos de registro de domínios internacionais, o que ocorre em sites internacionais, tornando-se inevitável o contato com o idioma estrangeiro.

Logo, se você não tem familiaridade para efetuar comprar em sites de outros países, nada mais interessante do que contratar uma empresa nacional que providencie isso para você.

Um alerta que vale a pena ser comentado é que o domínio deve ser registrado em seu nome, mesmo que através de uma empresa de hospedagem.

O domínio é da propriedade de quem estiver registrado junto aos respectivos órgãos reguladores de domínios.

Logo, se um profissional propor fazer o registro, porém em nome dele, não aceite pois o endereço passará a ser dele, e não seu.

No mais, escolha uma empresa séria e registre os seus domínios!

Criado em Novembro de 2015. Atualizado em Fevereiro de 2019.

Compartilhe:

Veja também: